Dominada

Myeva estava escondida atrás da ombreira da porta, preparada para atacar. Havia algo estranhamente errado sobre aquela situação, mas não conseguia bem perceber o que era… Tinha havido ruído lá em cima, difusos sons de batalha, mas cessara durante um bocado… até que começou a ouvir passos. Alguém aproximou-se, Myeva ia atacar, mas espera! era um dos seus companheiros! De repente, despertou. O Vampiro! Na outra sala, via-se o corpo de Lanarien no chão, amarrado. A jovem barbarian orc avançou para a sala, e o seu olhar cruzou o olhar morto do vampiro. – Obedece-me, gritou na sua mente. A mente de Myeva respondeu com um redondo NÃO! Ela avançou para o vampiro, enquanto os seus companheiros se aproximavam, preparando-se para libertar a sua fúria no desgraçado undead controlador de mentes. Mas dentro da sua mente, voltou-se a ouvir em tom de comando “OBEDECE-ME” e desta vez ela não foi forte o suficiente para resistir. Desta vez ela ficou sobre o seu controlo. E ele disse: “Mata-os”.
Myeva olhou os seus companheiros e avançou sobre Himo para desferir um golpe. Houve um momento de hesitação, algo que lhe dizia que aquilo estava errado, mas durou apenas um instante…
Matá-los. Tinha que matá-los. Morg, Rahvin, Himo, atacava-os com toda a sua fúria, não se deixando rodear ou ser apanhada em contra pé. Havia música no ar, mas Myeva não queria saber de onde vinha, só que a tornava mais destrutiva.
De repente alguns dos seus alvos… os companheiros que estava a tentar matar, desapareceram e reapareceram junto ao vampiro.Mas o vampiro fintou-os, indo aparecer perto de Myeva. Eles seguiram-no, ficando entre o machado da Myeva e as garras do vampiro. A dada altura os golpes concentraram-se na orc. Eram demasiados, ela não aguentaria muito mais, tinha feridas nos braços e pernas, e sangrava abundantemente. Com a parte lisa da sua espada, Morg acabou a luta, Myeva caiu no chão inconsciente.
Quando Myeva voltou a si, estava amarrada por cordas, pendurada a seis metros de altura duma árvore. Havia marcas de luta e explosões no chão, e olhavam para ela como se ela os fosse matar a todos. Mhmm, já não lhe apetecia…
– Ponham-me no chão! – gritou.
Myeva estava habituada a ser olhada com ares pouco simpáticos, os seus companheiros estavam feridos e muitas das feridas tinham sido causadas por ela. “Se tiver que matar alguém, gostava de ser eu a decidir…” resmungou em pensamentos.

1 Comentário

Filed under In Character

One response to “Dominada

  1. demonknight

    Mais uma vez calhou-te a ti o seres dominada, e para gaudio do DM claro, sempre uma situação que provoca um grande sururu na party e ainda mais quando é a heavy hitter Myeva!
    Mas no fim lá a barbara preferida de todos (até do Rafa) voltou ao seu normal (a querer partir cabeças com um grande machado :))
    Nice, gostei do ponto de vista do personagem!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s