A revolta do dwarf wizard

Ou porque não vou continuar a jogar DDO

Depois de dez dias de Dungeons and Dragons Online, em que não joguei tanto como poderia, cheguei à conclusão que não vou continuar a jogar DDO, apesar de ainda ter considerado essa possibilidade durante os primeiros dias de entusiasmo inicial. E porquê?

ScreenShot00041

1. Eu gosto do jogo mas…

Não me entendam mal, eu até gostei do jogo. Diverti-me imenso com a minha Ranger Anyzia, enquanto andava por esgotos, caves e armazéns, a disparar setas para kobolds de entre as sombras, apanhar sustos com armadilhas, fazer loot a treasure chests… E assim que passei do Harbor, zona inicial, para o Marketplace, encontrei zonas muito mais abertas e de arquitectura variável e elaborada, mas tudo sempre escuro. Seja noite ou dia, Stormreach está sempre coberta por uma tempestade (ou então eu tive bastante azar com as condições atmosféricas…), nuvens de chuva e relâmpagos ao fundo… e isso deixou-me um bocado deprimida, passado algum tempo. Eu quero ver o céu!

ScreenShot00027

2. Solo é difícil

Apesar das minhas médias tentativas para convencer os meus amigos para virem jogar 10 dias à borla comigo, eu comecei a jogar sozinha. Se sabem o que é D&D, bem jogar sozinha não encaixa lá muito bem, mas adiante… Desde há uns tempos para cá que o jogo permite que a maior parte das quests seja jogada no modo Solo. A cena é que, a quest pode dizer solo nível 2, mas isso não quer dizer que tu a consigas fazer a solo a nível 2. Um exemplo é o butcher’s path, em que tens de ir duma ponta a outra de uma rede de esgotos e matar mais de 80 bichos, em que os grupos de kobolds são de 5 ou mais, e podes ser alvo de várias emboscadas. Talvez um fighter ou barbarian com cleave consigam limpar aquela dungeon solo, talvez um wizard com spells de area… certo é que um ranger nível 2 a tentar sneak around não consegue… eu morri logo na primeira emboscada. Um ranger de nível 3 a tentar sneak around consegue safar-se melhor, e acho que até conseguia ter chegado ao fim, não fosse ter ficado sem setas quando faltavam aí uns 20 monstros… Apesar de tudo, o ranger ainda parece-me ser uma das classes mais equilibradas para jogar a solo, um nivelzito de rogue dava jeito para detectar as armadilhas, mas não experimentei fazer multiclassing. Acredito que assim que saias das zonas mais iniciais se torne mesmo muito dificil continuar a fazer quests a solo.

3. As taverns estão desertas

Não sei exactamente quantas pessoas estavam a jogar no meu servidor, mas na minha zona estava tudo bastante deserto. No ecrã de Looking For Group havia sempre gente à procura de grupos mas normalmente para níveis altos (15-16) e muito poucos para o meu nível. Mas se eu criasse um grupo para as quests que eu queria, as pessoas iam aparecendo. E naquele nível, não era exactamente necessário ter um grupo completo com caster e cleric, já que podes entrar a matar e safares-te de quase tudo (apesar de em grupos sem cleric curtos, um rogue dar jeito, para evitar o dano das armadilhas). Pela minha experiência, existem dois tipos de grupos, pessoas novas no jogo que se juntam e fazem calmamente uma dungeon, e pessoas experientes no jogo que fazem a masmorra a correr e quando acabam uma, se correu bem, aproveitam o grupo para fazer outras, para tentar ganhar o máximo de xp (em DDO não fazes grind de mobs para xp, mas podes fazer grind de quests). Eu cheguei a apanhar alguns destes grupos, e basicamente senti que me levavam a reboque, eu andava sempre a correr atrás deles a tentar acompanhar.

ScreenShot00025

4. A quarta vem aí

Como qualquer rapariga, eu gosto bué de compras e gastar dinheiro, mas não posso comprar tudo (bem, é discutível…). E tenho grandes dilemas quando vou comprar roupa e vejo jogos e livros que gosto… bem, estou a divagar. Depois da grande viagem, achei que seria melhor poupar uns trocos, mas os livros da quarta tenho de comprar! O que quer dizer que posso cortar no resto… se DDO fosse um hiper-mega-super-fixe jogo, então talvez valesse abrir os cordões à bolsa. Mas não é assim tão tão bom, e para jogar sozinha, ainda menos😦. Para além que se precisar mesmo de um D&D fix, o NWN2 está a 10 euros na fnac… Para além de que há sempre a questão do tempo, o tempo que posso dedicar aos jogos é reduzido, será que tenho o tempo para me dedicar a um MMORPG? ever again?

Oh well, foi divertido enquanto durou. Continuo a achar que é uma boa experiência D&D se juntares os teus amigos e fores jogar DDO (e gostares de matar kobolds às pazadas!). Mas não é o jogo que eu ando à procura… Entretanto já é possível inscrever-se para a possibilidade de participar na beta de Stargate Worlds, ora esse é um jogo que me está a despertar alguma curiosidade.

Deixe um comentário

Filed under jogos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s