Dark Sun

Os perigos do mundo deserto de Athas voltaram na versão de Quarta Edição de Dungeons and Dragons do setting de Dark Sun. Depois de um ano à espera com previews, D&D Encounters (que apenas pude acompanhar relatos), D&D Game Day e em que até li uma trilogia antiga sobre o setting, The Tribe of One de Simon Hawke, os livros finalmente chegaram!!

Dark Sun Campaign Setting

E são feitos de awesome!

Se quiserem saber mais, têm aqui uns links com previews e reviews:


Um mundo devastado pela magia

Uma das coisas que me atrai no setting de Dark Sun é a diferença que representa em relação a outros settings como Forgotten Realms e Eberron. As raças têm flavours completamente diferentes (halflings canibais, dwarves sem barba!), as pessoas do mundo detestam magia e perseguem feiticeiros. O mundo está a morrer e as pessoas tentam sobreviver a todo o custo, mas o que resta de civilização, as sete cidades governadas por sorcerer-kings viciados em magia, não creio que vão durar muito tempo, a não ser que bravos heróis surjam e salvem o mundo… ou não.

Esta nova versão de Dark Sun vem em dois livros Dark Sun Campaign Setting e Dark Sun Creature Catalog, recheados de grande arte, novas mecânicas para suportar as características especiais de Athas (como por exemplo Character Themes, uma nova característica de um personagem, que acrescenta à história e aos poderes do personagem ao mesmo tempo) e também história. O Campaign Settings inclui nos detalhes das cidades e regiões NPCs tipo que os jogadores podem encontrar, e no Creature Catalog, a história dos vários monstros que podem encontrar no mundo.

Dark Sun Sands

Adorei os livros e agora?

Pois…

Neste momento estou a correr a campanha Echoes of Heroes que se passa em Eberron. Os personagens estão a nível 6 e os jogadores querem levar a campanha para a frente, e eu também. Eu adoro Eberron e ainda tenho vários locais que eu gostava de visitar com os meus PCs e muitas histórias para contar.

O flavour e tema próprio de Dark Sun é muito bom, mas não dá para importar para outros settings e para a minha campanha. Inicialmente pensei que seria interessante possibilitar uma visita, mas Dark Sun deve ser jogado com personagens de Dark Sun.

Gostava de correr ou jogar em Dark Sun, mas terei que esperar que uma oportunidade surja. De modo algum vou iniciar uma segunda campanha com DM, uma já dá bastante trabalho, obrigada. So, Looking for Group Dark Sun!

Nada de visitas a Dark Sun, mas não quer dizer que não haja algo que possa retirar destes livros para meu proveito, nomeadamente monstros! Ahahahah! Cof-cof…

Air Drake

Ideias para Dark Sun

Dada a austeridade do mundo de Athas, parece-me um óptimo setting para experimentar algo que muitos jogadores têm sempre curiosidade que é jogar um personagem evil ou até uma party de personagens evil. Um misto de templars e slaves de uma cidade podem receber como missão do seu sorcerer-king infiltrar-se numa outra cidade para adquirir/desviar um poderoso artefacto, sabotar preciosos recursos (cisternas de água) ou tentar assassinar o próprio sorcerer-king inimigo. Um deles pode ser um membro espião da Veiled Alliance ou da cidade inimiga e tentar atraiçoá-los a dado momento.

Aventureiros de Dark Sun

Outra ideia para uma campanha em Dark Sun que tive era a busca da história antiga, perdida, apagada e/ou guardada pelos sorcerer-kings que incluiria a possibilidade de viajar no tempo para as várias eras anteriores de Athas (Blue Age, Green Age, Red Age). Apesar da história do setting ter mudado um pouco, material de segunda edição pode ser usado para criar as imagens do passado de Athas e viajar por essas eras numa aventura épica para mudar o futuro.

De certo que Dark Sun tem o potencial para muitas aventuras, fornecendo um ambiente diferente dos mundos de D&D standard. No mínimo fornecerá uma boa experiência a quem arriscar pisar as suas areias escaldantes.

5 comentários

Filed under Dungeons & Dragons, Roleplay

5 responses to “Dark Sun

  1. Ravhin

    Quase que fico tentado em tentar meter a mão nisso😛 Dark Sun é afinal de contas o meu setting preferido de dungeons.

  2. Oi.

    Não conheço Dark Sun, mas pelas descrições que tenho visto deve ser muito giro. Soa a algo muito ao estilo Conan.

    Mas não tenhas pressa! Olha que eu estive dois anos e tal a fazer os meus jogadores esperar por uma campanha de drows, passada no Underdark! Começou o mês passado, e valeu bem a espera só pela onda de antecipação que criou!

  3. Zimtor

    Só assim por curiosidade, não jogam D&D 3 edição ou não conhecem ninguém que o faça? :X

  4. Já agora, o último episódio do Jogador-Sonhador tem não só uma conversa sobre o Dark Sun Game Day, mas também uma análise ao Campaign Setting: http://jogadorsonhador.podbean.com/2010/08/26/24-mesa-redonda-dark-sun-e-dd/

    O meu problema com Dark Sun é o facto de psionics como power source ser bastante desinteressante, mas talvez seja possível transformar-lar em algo tipo madness, não sei. Também já tenho os dois livrinhos🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s