Category Archives: rants

Cenas gerais sem nenhuma categoria em particular.

Adeus Ano Velho, Olá Ano Novo

Neri - Jedi Sage Extraordinaire

Neri - Jedi Sage Extraordinaire

Não se admirem por ver esta nova entrada nas vossas feeds de RSS, se alguém ainda me tiver em feed (nota mental: devia limpar as minhas).

Sim, este blog esteve abandonado durante o ano passado, mas isso não quer dizer que não aconteceu nada pelos meus lados. Entre coelhinhos bebés, mudança de casa, o abandono da minha campanhã de D&D (sniff), o infame World of Warcraft e a sua muito apreciada (por mim) expansão Cataclísmica, Minecraft (Ó meu Deus o vício!), Codebits e sei lá mais o quê! o ano de 2011 passou a correr mas não deixa muitas saudades já que 2012 vem aí a todo o gás, não estivesse eu em casa a recuperar de uma cirurgia à barriga, entusiasmada para começar um novo emprego e a jogar Star Wars: The Old Republic.

Pois é, entre a crise e outras crises (como a dos 30), aqui vamos nós para um ano em cheio. (Ah, não estavam à espera de um post de novo ano a esta altura de Janeiro!). Algumas das coisas boas a aguardar este ano: Ice Cream Sandwich para o meu telemóvel Android, um tablet novo com ICS, a nova temporada de Game of Thrones, o filme do Hobbit, uma nova edição de D&D (os meus sentimentos ainda estão indecididos em relação a essa), saúde e, se puder ser, paz na Terra e na Internet.

Anizia - pós Cataclismo

Anizia - pós Cataclismo

2 comentários

Filed under rants

RIP Mini Spike

O ouriço que eu e o meu namorado fomos entregar no passado sábado ao parque de Monsanto não sobreviveu às lesões internas que tinha contraído antes de o apanharmos. Que ele descanse em paz na Grande Toca no Céu.

IMAG0022

Adeus Mini Spike.

Deixe um comentário

Filed under rants

Busy Bee – Parte 2

Esta semana foi bastante interessante, cheia de eventos e ideias. Ora vejamos…

D&D Day em Coimbra

Sábado rumámos a Coimbra num Suzuki Swift para participar no D&D Day organizado pela malta do Tá Quinas. Lá chegados, a um centro comercial com uma estrutura um pouco estranha, no sétimo piso tínhamos a esplanada quase toda para nós, onde, curiosamente havia chapéus de sol…

Eu tive a honra de ficar na muito famosa mesa das Meninas, que tem sido tradição nos D&D days de Coimbra. Desta vez do lado de fora do DM Screen, calhou-me a personagem Wilden Battlemind de nome Zazenna. Não era aquela que eu inicialmente queria, já que tanto o Monk como o Runepriest me tinham despertado mais curiosidade, no entanto achei por bem existir um Defender à mesa, e dado o interesse das outras raparigas fiquei-me pela sra. Planta Psionica.

A mesa do Tularis onde ficaram o meu namorado e os meus jogadores habituais jogou sem Defender e safou-se bem, nós por outro lado fez-nos falta o Shardmind Psion e os seus conhecimentos de Arcana nos skill challenges, o que me leva a pensar que falhou algo na construção das personagens. Sendo o Psion opcional, não devia ter sido garantido que havia outro personagem com Arcana na party?

O jogo desenrolou-se com mais ou menos dificuldades. O primeiro combate foi o mais dificil, sendo que os monstros pareciam não parar de aparecer e a wraith tinha uma aura de pelo menos 3 quadrados que deixava os jogadores Dazed sem direito a save ou ataque. Imba?!

O resto não me pareceu ser tão difícil, a aventura tinha dois skill challenges e a história não me pareceu muito coesa. No entanto adorei os personagens! Felizmente tinha lido sobre os personagens antes da sessão, sobretudo os personagens psiónicos e os seus power points, permitindo explicar essa mecânica aos outros jogadores e ao DM (não sei se isto estava explicado no livro do DM, não tive acesso). Adoro a mecânica das runas no Runepriest, que me parece finalmente ser uma personagem divina que eu gostava de jogar. Gosto do conceito do Seeker, aliás adoro arqueiros, apesar de nunca ter jogado um. E a minha Battlemind, awesome! Posso marcar gajos ate 3 quadrados de distancia, podendo gastar um powerpoint para marcar 2, e sempre que um monstro marcado ataca alguem que não eu posso activar um Mind Spike (uma vez por ronda), reflectindo o dano feito ao meu aliado em dano psiónico. Os dailys não me impressionaram especialmente, mas também não tive oportunidade de os usar. Também gostei da habilidade de ganhar resistências. Está uma classe interessante, diferenciando-se dos defenders já existentes.

Diverti-me imenso e espero estar lá na próxima iniciativa.
Continuar a ler

3 comentários

Filed under Dungeons & Dragons, livros, Música na cabeça, musica, rants, Roleplay

Busy Bee

Não tem havido actualizações aqui no blog mas muito se tem passado por estas bandas. Nada de particularmente interessante, entenda-se, excepto para mim.
Player's Handbook 3

D&D Game Day – 20 de Março

Para celebrar o lançamento do Player’s Handbook 3, como já tem sido tradição, temos o World Wide D&D Game Day, desta vez introduzindo personagens psiónicas. Eu e a maior parte dos meus jogadores vamos a Coimbra para passar o evento na companhia da malta do Tá Quinas e todos os que quiserem aparecer. Ainda não sei se vou ser DM ou jogador, no entanto espero que seja divertido e uma oportunidade de conhecer mais interessados no hobby.

Continuar a ler

1 Comentário

Filed under Dungeons & Dragons, jogos, rants, Roleplay

Pyssla

Uma viagem ao IKEA pode vos proporcionar cachorros, sofás novos, vasos, panelas ou … um frasco cheio de “Pyssla”. Se o nome tem um som um pouco duvidoso aos ouvidos dos portugueses, a diversão e o resultado obtido são fantásticos. E estranhamente, altamente viciante.

IMG_4948
Continuar a ler

2 comentários

Filed under rants

Ano Internacional da Astronomia 2009

Space. The final frontier.

O céu estrelado sempre fascinou a mente humana. Desde que há registo que o homem tenta interpretar e dar significado às estrelas. Desde morada dos deuses, a marcos de referência para navegação, as estrelas sempre tiveram influência na vida humana. Cada estrela é como uma pedra no sapato, uma pergunta sem resposta sobre o nosso Universo. Mas sempre procurámos essas respostas. Hoje em dia, porém, o céu nos está escondido. A vida nas cidades fez com que nos afastassemos dos velhos hábitos de olhar as estrelas, usadas para marcar as estações e ler o destino, ou simplesmente estimular a nossa imaginação. Mas este ano é dado um novo enfase à Astronomia. 400 anos atrás, Galileu fazia a primeira observação astronómica com um telescópio. Este ano é celebrada a data com eventos por todo o mundo, inclusivé Portugal. Pode-se obter mais informação no site oficial português. Ou no Astronomy 2009.

Ano Internacional da Astronomia 2009

Ano Internacional da Astronomia 2009

Não se esqueçam de olhar para as estrelas…

1 Comentário

Filed under rants, trivia

De volta às Interwebs

Heyas.
Eu sei que não tenho escrito muito por estes lados (ou quaisquer lados, for that matter), mas isso não significa que tenha morrido ou abandonado o meu cantinho na Internet. Simplesmente, não tenho tido tempo. Às vezes a vida envolve-se um remoinho e é difícil voltar à rotina.

Wall-E

Wall-E

Muito aconteceu desde o último post. Ocorreu um awesome TPK (sim, Total Party Kill!) no meu grupo do Keep on the Shadowfell, mesmo no último combate; estreou o Wall-E, esse fabuloso filme de animação da Pixar, num misto de ET e robots fofos; noutras estreias tivemos o The Dark Knight com espectacular desempenho do Joker e a irritante voz grossa do Batman; voltei a jogar World of Warcraft, influenciada pelo meu namorado e as suas conversas de agarrados com a minha irmã… sim, agora na Horde, I is backz!!11!. Mudei de casa (já com Internet, ó meu), e btw, IKEA é a cena. Saíu um jogo de aprendizagem de japonês para a Nintendo DS, My Japanese Coach, que associa lições e jogos de palavras para ensinar, e não me parece muito mau. Fiquei fã da Xbox 360 e do Blu-ray (viva Full HD!). Tudo isto (e mais) em pouco mais de 4 meses.
Não vou prometer posts diários e what not, mas gostava de voltar aqui mais frequentemente para partilhar algo meu com o mundo. Mas não esperem de pé 😉

3 comentários

Filed under rants